Menu geral Informações do website E-mail(s) de destino dos formulários Dados do usuário Páginas (geral) Padrões de página Sliders Conteúdo de páginas Fundo, cabeçalho e menus Rodapé Janela de boas-vindas Página suspensa Multimídia Gerenc. de cadastros Estatísticas Ferramentas Aplicativos Informativos

Colunas | Blogs | REVISTA MAISBONITA | HANINE EL ALAM

HANINE EL ALAM

A VIOLINISTA LIBANESA

A artista excepcionalmente talentosa, Hanine El Alam nasceu em 1986 em Baskinta, aldeia próxima de Beirute/Líbano, e cresceu na cidade de Dhour El Choueir.
Começou seus estudos de violino aos 9 anos e desde criança adorava ser desafiada. Quando soube que o violino era um dos instrumentos mais difíceis de tocar ela sabia que seria um grande desafio e estava disposta a aceitar. Com muito estudo e dedicação a artista se tornou nesse grande talento que é hoje em dia.


Antes de Hanine se decidir tornar uma artista em tempo integral ela começou a ensinar algumas pessoas, dar aulas de violino, e a mesma relata muita alegria da forma que conseguiu tocar à vida dos seus alunos. Porém, por enquanto ela prefere continuar como música, pois a sua maior paixão é tocar no palco.


A talentosa violinista tem um desempenho muito bom no palco. A artista tem como critério em suas apresentações a interação com o público, saber o que o seu público prefere ouvir ou assistir. E com isso a combinação do seu desempenho com a interação do público fazem a diferença para um resultado bastante satisfatório em cada performance que ela faz.


Poucas pessoas conseguem suportar ouvir um instrumento solo durante um concerto inteiro, com isso a violinista introduz a dança em seus espetáculos, o que torna mais encantador ve-la tocar e dançar ao mesmo tempo, um trabalho difícil pelo qual Hanine realiza com maior sutileza e naturalidade, o que a torna uma artista mais completa. Essa fusão entre tocar e dançar coloca esse instrumento em um cenário diferente, onde o público pode apreciar seu som ao lado da banda inteira tocando estilos diferentes. Dessa forma, as pessoas podem explorar o mesmo instrumento de diferentes perspectivas.


A artista de origem Libanesa já se apresentou na Arábia Saudita, China, Turquia, Suiça, Jordânia, Dubai, Egito, Síria, Líbano, Brasil, Estados Unidos (a mesma falará um pouco aqui sobre esses dois lugares) e outros países.
Em 2017 Hanine foi premiada no Arab Satellite Festival no Cairo, como a melhor violinista. Em 2019 obteve nova premiação, que foi o Digital World`s Award como melhor violinista internacional. Esse ano de 2020 lançou o seu novo vídeo clipe Salma que está sendo maior sucesso no YouTube, assim como todas as suas músicas, sendo elas as principais Arábia (pelo qual a artista vai falar um pouco aqui sobre essa maravilhosa experiência), Mayas, Nostalgia e outras.
Agora Hanine falará um pouco sobre sua música Arábia:


“Lembro que quando começamos a trabalhar na faixa Arábia, eu sabia que essa faixa seria especial para mim. Eu acho que o que levou a viral é a combinação de vários elementos, como as músicas orientais da composição, que são exóticas para países não árabes, juntamente com as batidas orientais que fizeram os dançarinos de todo o mundo quererem dançar na Arábia, também o vídeo clipe tem essa vibração misteriosa, parece um conto de fadas oriental mais a coreografia. Cada pequeno detalhe fez acontecer na Arábia. Eu tenho tanto orgulho do resultado que trabalhei duro nele." (Hanine El Alam).


Vale a pena ressaltarmos também a trajetória da violinista em Hollywood, que em 2019 uma de suas faixas chamada Zendegi se apresentou debaixo d`água, nada melhor do que uma frase dita por ela mesma:
"Jamais esquecerei essa experiência. Foi definitivamente um desafio difícil ter que filmar embaixo d`água, mas valeu totalmente a pena. Adorei trabalhar com essa equipe. Fui contactada pelos produtores de Hollywood. Eles me ofereceram a chance de colaborar com a grande estrela de Bollywood Rahat Fateh Ali Khan em uma trilha para um filme rodado em Hollywood. E foi assim que Zindagi nasceu." (Hanine El Alam).


Para finalizarmos essa matéria magnifica sobre a talentosa e linda violinista Libanesa Hanine El Alam, a mesma encerrara falando sobre ser bem sucedida e sobre o Brasil, nosso maravilhoso e lindo país:
“Ser bem-sucedido traz muitos desafios, mas o mais difícil para mim são os compromissos que me pedem para ser mais bem-sucedido. O que é algo  que sempre recusei. Entristece-me como lidam com artistas no mundo árabe. É como uma grande máfia e você precisa ser muito forte para se defender. É por isso que minha banda está sempre praticando, estou sempre apresentando novas idéias, sempre invadindo o cérebro sobre o que fazer em seguida para ter sucesso sem que ninguém controle nossa vida. Quase sempre é uma luta conquistar o nosso lugar e foi isso que nos fortaleceu.” (Hanine El Alam)
“A coisa mais especial do Brasil: sempre existe a sensação de pertencer a esse país, a maneira como vivo, a maneira como sinto a música, a felicidade que carrego comigo...e onde quer que eu vá, todo mundo me pergunta se eu sou brasileira e isso me deixa orgulhosa, e me lembra o quanto fiquei feliz quando fui para o Brasil.” (Hanine El Alam).

Compartilhe

Revista MaisBonita - 2018

Flag Counter